8012/10 e 8022/10: as circulares da USP

Duas linhas circulares municipais que substituem as antigas circulares facilitam o acesso à USP através da integração dos meios de transporte

Um tipo de linha que há muito tempo deixou de estar presente na rotina da cidade de São Paulo, hoje é uma mão na roda para quem acessa a Cidade Universitária, onde está a maioria das faculdades da Universidade de São Paulo. Tratam-se das circulares, representadas pelas linhas 8012/10 e 8022/10, ambas Metrô Butantã – Cidade Universitária.

Ônibus da linha 8022/10 Cidade Universitária – Metrô Butantã

A diferença destas linhas para as demais circulares é o itinerário: são duas linhas que seguem em um sentido único, mas opostos: a 8012 faz o sentido “horário” (via Av. Prof. Luciano Gualberto, Faculdade de Educação, Reitoria) e a 8022 faz o “anti-horário” (via Av. Prof. Mello de Morais). As linhas circulares mais comuns são as que seguem pelo mesmo itinerário e, depois, fazem a volta e seguem pelo mesmo itinerário. Além das circulares da USP, há na cidade de São Paulo mais duas linhas deste tipo: as circulares 805L e 508L Aclimação – Praça Princesa Isabel, que, antigamente, chamavam-se “Circular Avenidas” – daí o nome deste Blog.

A mais antiga destas duas linhas da USP é a 8012/10, que começou a operar em 29/03/2011, então operada pela TranspPass Transporte de Passageiros. A função inicial dela era ser somente uma ligação entre a Cidade Universitária e o Metrô Butantã, naquela época, recentemente inaugurado.

Os itinerários das linhas 8012 e 8022 e os pontos por onde passam (Ilustração: blog Bixo Letras Universidade de São Paulo)

Internamente, a USP possuía um sistema próprio de ônibus circulares gratuitos para que os estudantes, visitantes, professores e demais servidores pudessem se locomover dentro da Cidade Universitária. No entanto, o serviço não atendia às necessidades da USP. E ela também não tinha verba para comprar e manter os veículos e melhorar o atendimento. Dessa maneira, a USP fez um convênio com a SPTrans para que esta operasse as circulares. Assim, a 8012 substituiu a Circular 1 e, em 27/02/2012, foi criada a 8022/10 Metrô Butantã – Cidade Universitária para substituir a Circular 2. Nos dias úteis as linhas funcionam, praticamente, 24h. A primeira partida da 8012 é as 4h00 e da 8022 é às 3h15; e a última partida da 8012 é às 3h10 e da 8022 é às 2h30.

Para utilizar essas linhas, estudantes, professores e demais servidores foram cadastrados e receberam o “BUsp”, o Bilhete Único da USP. Através dele, eles tem acesso gratuito às duas linhas. Quem não tem nenhuma ligação com a universidade tem de pagar a tarifa municipal vigente. Hoje as duas linhas são operadas pela Viação Gato Preto. As duas juntas transportam cerca de 40 mil passageiros por dia, entre os portadores do BUsp e os do Bilhete Único. Há filas para embarque em ambas praticamente o dia inteiro.

Faixa Exclusiva de ônibus e, ao lado, ciclofaixa.

Faixa Exclusiva – Para facilitar a mobilidade dos ônibus dentro da Cidade Universitária, que também é utilizada como “atalho” por muitos motoristas paulistanos, além do próprio trânsito de quem vai até USP de carro, foram criadas faixas exclusivas para ônibus. Ela começa na Av. Lineu Prestes, na altura da Casa de Cultura Japonesa, passando pela Praça do Relógio Solar, via Av. Universidade (Educação/Paço das Artes) até a Portaria 1. A faixa está em ambos os sentidos deste trajeto e, além de agilizar a viagem das duas circulares, também beneficia quem usa as diversas outras linhas que adentram a USP, vidas do centro de São Paulo e da zona norte.

E, ao lado das faixas exclusivas, foram criadas também ciclofaixas para aqueles que querem ir de bicicleta até a USP. Essas ciclofaixas ficam ao lado das faixas exclusivas para ônibus e percorrem, praticamente, o mesmo trecho das faixas para ônibus.

As linhas circulares são um exemplo de integração entre os meios de transporte. Por facilitarem o acesso a partir de uma estação de Metrô, elas estimulam o uso do transporte coletivo. Essas linhas, complementadas pelas faixas exclusivas, e as faixas para bicicletas são um estímulo para que aqueles que frequentam a cidade universitária utilizem meios de transporte alternativos ao carro de passeio. E ensina à nossa sociedade que a solução para a mobilidade urbana em nossa cidade passa longe dos carros de passeio.

=====

Outras linhas que entram na Cidade Universitária:

Municipais:
177H/10 Metrô Santana – Cidade Universitária
701U/10 Metrô Santana – Cidade Universitária
702U/10 Cidade Universitária – Terminal Parque Dom Pedro II
7181/10 Cidade Universitária – Terminal Princesa Isabel
7411/10 Cidade Universitária – Praça da Sé
809U/10 Cidade Universitária – Metrô Barra Funda

Intermunicipal:
280BI São Paulo/Cidade Universitária – São Bernardo do Campo/Terminal Metropolitano de São Bernardo do Campo (Via Diadema)

*

(Atualizado em 17/08/2017)

José E. Sales

É blogueiro desde 2009, primeiramente no extinto "Linha Circular" e, agora, no "Circular Avenidas". Foi colunista da "Revista Interbuss" entre 2010 e 2015. É um apaixonado por mobilidade urbana, especialmente por ônibus. Também é estudante de jornalismo e quer se especializar na área de mobilidade urbana. Fale conosco: contato@circularavenidas.com.br .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *