Linha 4-Amarela com problemas operacionais na tarde deste sábado

106 blocos carnavalescos foram autorizados a desfilar pelas ruas da cidade neste sábado. O Metrô e a ViaQuatro receberam boa parte dos usuários que seguiam para os locais para onde os blocos mais concorridos estão desfilando. A concentração de usuários seguindo para o mesmo sentido causou problemas na operação da Linha 4-Amarela na tarde deste sábado. A estação Faria Lima ficou lotada de passageiros que estavam seguindo para a Av. Brigadeiro Faria Lima, onde ocorria um desfile de blocos. E muito mais gente vinha desde as estações Luz e República em direção à Faria Lima.

Os problemas começaram por volta das 14h30 quando, segundo a concessionária ViaQuatro, alguns usuários acionaram o dispositivo de segurança de um dos trens. Essa ação causou a paralisação do trecho entre Luz e Paulista por mais de meia hora.

Usuários andando sobre os trilhos, nas proximidades da Estação Paulista da Linha 4. (Foto: Diário da CPTM)

Passada essa ocorrência, o site “Diário da CPTM” recebeu fotos de usuários que estavam andando nos trilhos de um trecho próximo à Estação Paulista da Linha 4-Amarela. Minutos depois, a ViaQuatro publicou em seu site que a operação seguiria em velocidade reduzida por 10min por toda a linha. Depois desse prazo, interrompeu a circulação dos trens entre Fradique Coutinho e Luz até às 16h45, quando a circulação foi normalizada.

Em comunicado no final da tarde, a ViaQuatro informou que “a paralisação aconteceu por conta do acionamento indevido de dois botões de emergência nos carros que estavam circulando entre as estações Paulista e Higienópolis-Mackenzie e houve evacuação dos passageiros pela via”.

A concessionária informou ainda que, por serem veículos que utilizam o sistema “driveless” (não tem condutor), qualquer acionamento dos botões de emergência fazem com que o trem para imediatamente, por questões de segurança, sendo necessário a presença de um condutor para que o veículo se locomova. E ainda ressaltou que “a comunicação com os usuários está sendo reforçada no sentido de orientar para que não segurem as portas e não acionem os equipamentos de segurança indevidamente, evitando assim as pausas entre as estações.”

*

Atualizado às 20h57

 

José E. Sales

É blogueiro desde 2009, primeiramente no extinto "Linha Circular" e, agora, no "Circular Avenidas". Foi colunista da "Revista Interbuss" entre 2010 e 2015. É um apaixonado por mobilidade urbana, especialmente por ônibus. Também é estudante de jornalismo e quer se especializar na área de mobilidade urbana. Fale conosco: contato@circularavenidas.com.br .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.