Metrô encerra músicas nos trens

Depois de sete meses, a Companhia do Metropolitano de São Paulo (o Metrô) decidiu encerrar a execução de músicas no interior dos trens. Segundo nota da empresa, a iniciativa, denominada Metrô+Música, “era um projeto experimental que não se demonstrou viável.”

A iniciativa foi implantada em julho do 2018 e, desde então, divide opiniões. Questionada na época da implantação, o Metrô se apoiava em pesquisas que apontavam a aceitação da iniciativa – em contaponto às reclamações de vários usuários. O custo era de cerca de R$ 40 mil por mês, que era pago a uma empresa por conta da seleção das músicas e ao pagamento de direitos autorais aos artistas.

==========

Siga o Circular Avenidas nas redes sociais:

José E. Sales

Estudante de jornalismo e um apaixonado por mobilidade urbana, especialmente por ônibus. Fale conosco: esales@circularavenidas.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.