Começam a valer as regras para uso de patinetes elétricos em São Paulo

Começaram a valer nesta quarta, 29 de maio, as regras para uso de patinetes elétricos na cidade de São Paulo. O Decreto nº 58.750, de 13 de maio de 2019, regulamentou a operacionalização dos patinetes pela cidade e concedeu 15 dias para adaptação. O prazo que terminou ontem, 28 de maio.

Dentre as regras estipuladas pelo decreto estão:
– proibição da circulação de patinetes pelas calçadas.
– proibição em vias onde os limites de velocidade sejam superiores a 40km/h;
– as empresas que locam os equipamentos devem fornecer capacetes de segurança;
– proibição do uso por mais de uma pessoa;
– a velocidade máxima dos equipamentos em vias públicas será de 20km/h.

Prefeitura recolhe dezenas de patinetes elétricos nas regiões das avenidas Luis Carlos Berrini e Brigadeiro Faria Lima.

Em caso de descumprimento das regras, as empresas estão sujeitas a multas que variam de R$ 100,00 (andar sem capacete) a R$20 mil (não compartilharem informações com a Prefeitura).

Nas regiões das avenidas Brigadeiro Faria Lima e Luis Carlos Berrini, vias em que há ciclovias grande circulação de patinetes, houve intensa fiscalização. Não se teve notícia de autuação por falta de uso ou entrega de capacetes. Mas registros do recolhimento de patinetes foram vários.

Segundo nota ao G1, a Grow – a holding que controla os patinetes Yellow (amarelos) e Grin (verdes) – estima que ao menos 400 patinetes foram danificados pela forma de recolhimento dos fiscais da Prefeitura. Ainda na nota, diz que irá à justiça contra o decreto que “dificulta o acesso da população ao serviço de compartilhamento de patinetes, além de ferir o seu direito de escolha como cidadão”.

==========

Siga o Circular Avenidas nas redes sociais:

José E. Sales

Estudante de jornalismo e um apaixonado por mobilidade urbana, especialmente por ônibus. Fale conosco: esales@circularavenidas.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.