Linha 5-Lilás: novas estações em horário integral a partir deste sábado

Este sábado, 13 de outubro, será um dia histórico para quem usa o transporte coletivo vindo das regiões do Capão Redondo, Santo Amaro, Grajaú (via Linha 9-Esmeralda) e bairros lindeiros. Neste dia começa a operar em período integral as estações Hospital São Paulo, Santa Cruz e Chácara Klabin da Linha 5-Lilás. As três estações passarão a operar no mesmo horário das demais: das 04h40 à 00h, de domingo a sexta; e das 04h40 à 01h aos sábados.

Piso de acesso da Linha 5-Lilás para a Linha 1-Azul (ao fundo, saída para a plataforma da Linha 1): seis lances de escada de uma plataforma para a outra.

Com a inauguração do trecho final, os moradores das regiões mencionadas agora tem uma opção de transporte rápido até a região central da cidade de São Paulo, já que a Linha 5-Lilás, concedida neste ano à empresa ViaMobilidade, faz integração com outras duas linhas do Metrô: a linha 1-Azul, na estação Santa Cruz, e a linha 2-Verde, na estação Chácara Klabin. A dependência do ônibus para longos trajetos, se não vai diminuir, ao menos não será tão grande. Da mesma maneira beneficiará os estudantes da Universidade Federal de São Paulo, que possui campus na região da Vila Clementino, e aos pacientes do Hospital São Paulo.

Fizemos uma viagem pela Linha 5-Lilás da Chácara Klabin ao Capão Redondo, no dia 30 de setembro. O tempo total de viagem naquele dia foi de cerca de 36min, na média da ida e da volta. Mas há relatos de que já foram feitas viagens em 33min e até em 30min. Dificilmente ela ficará na casa dos 30min, por conta das paradas mais demoradas nas estações de integração – sem contar a parada na Estação Campo Belo, que ainda será inaugurada. O mais provável é que a viagem fique em torno de 35min. Mas, mesmo assim, já é um ganho enorme de tempo e qualidade de vida para boa parte dos usuários.

Portas de plataforma da Estação Santa Cruz da Linha 5, em foto do dia 30/09: instalação completa mas ainda não funcionando.

Histórico – Contando o início das obras do primeiro trecho, entre Capão Redondo e Largo Treze de Maio, iniciada em 1998, foram 20 anos até que a linha chegasse ao seu extremo final. Em 2002 foi inaugurado o primeiro trecho. Depois, só em 2009 é que foram iniciadas as obras do segundo, prometido para 2014 – quando foi entregue apenas a Adolfo Pinheiro. Curiosamente foi a única do segundo trecho que foi entregue com as portas de plataforma em funcionamento. Embora o equipamento faça parte do projeto de todas as estações da segunda fase, todas as seguintes foram entregues ou sem ele ou com ele mas sem a instalação concluída (casos da Brooklin, onde foi entregue ainda com o “esqueleto” das portas, e Santa Cruz, onde, aparentemente, só falta a parte tecnológica ser concluída).

Para completar a linha, resta a inauguração da Estação Campo Belo, que fica entre as estações Brooklin e Eucaliptos. Ela fica no cruzamento da Av. Jornalista Roberto Marinho (antiga Av. das Águas Espraiadas) com a Avenida Santo Amaro. A previsão é que ela seja inaugurada em dezembro, após a inauguração do viaduto que irá eliminar o cruzamento da Santo Amaro com a Roberto Marinho.

==========

Siga o Circular Avenidas nas redes sociais:

José E. Sales

Estudante de jornalismo e um apaixonado por mobilidade urbana, especialmente por ônibus. Fale conosco: esales@circularavenidas.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.