Prefeitura libera trecho da Marginal Pinheiros do rodízio de veículos

16 de novembro de 2018 0 Por José E. Sales
Prefeitura libera trecho da Marginal Pinheiros do rodízio de veículos

No final da tarde desta sexta, a Prefeitura de São Paulo e a Companhia de Engenharia de Tráfego (a CET) anunciou a suspensão do rodízio no trecho da Marginal Pinheiros entre a Avenida dos Bandeirantes e a Ponte dos Remédios. Segundo a Prefeitura, a alteração “tem como objetivo minimizar os transtornos provocados pela interdição total da pista expressa para obras de recuperação do viaduto, localizado na altura do Parque Villa Lobos.”

Com a medida, quem percorrer a Marginal Pinheiros entre a Avenida dos Bandeirantes e a Ponte dos Remédios estará livre do rodízio. Na prática, com exceção dos acessos às pontes que seguem para o outro lado do Rio, quem for sair à direita da pista local para tentar um trajeto alternativo por dentro dos bairros lindeiros à via poderá ser multado. A medida irá começará a valer no dia 21 de novembro, quarta-feira, primeiro dia útil depois do feriado prolongado, e irá durar até a liberação total da pista expressa da Marginal Pinheiros.

Obras de Escoramento – A sexta começou com a divulgação de más notícias. Logo de manhã, a Prefeitura anunciou que o viaduto da Marginal Pinheiros, que cedeu em 2 metros ontem, cedeu mais 7 milímetros entre ontem e hoje. Com isso, aumentou a possibilidade de que ele entre em colapso.

A principal suspeita é de que a piora deve-se à passagem dos trens da Linha 9-Esmeralda da CPTM por baixo do viaduto. A trepidação abalou a estrutura já não tão firme da parte avariada. Para evitar mais consequências à estrutura do viaduto, a Prefeitura pediu à CPTM que, primeiro, diminuísse a velocidade dos trens. Depois foi solicitada a paralisação da operação da linha no trecho, o que ocorreu por volta das 10h da manhã.

Desde então, os trens da Linha 9-Esmeralda circulam em duas partes: uma entre as estações Grajaú e Pinheiros e outra entre Ceasa e Osasco. O trecho entre Pinheiros e Ceasa está sendo operado pelo sistema PAESE da SPTrans, em que 30 ônibus, que depois foram aumentados para 50, fazem o trajeto.

Já as obras para a colocação das estruturas de escoramento do viaduto prosseguem. De manhã, ante a possibilidade de desabamento, houve a diminuição da quantidade de funcionários na obra. A tarde, houve estabilização na movimentação do viaduto. No entanto, a Prefeitura ainda trabalha com a possibilidade de que o viaduto possa vir a ruir. Enquanto as obras de escoramento não terminarem, não será possível fazer as análises que definirão o prazo das obras de recuperação do viaduto.

Tráfego – Nesta sexta a pista expressa da Marginal Pinheiros permaneceu quase que totalmente fechada. Apenas o trecho que entre a Ponte Estaiada e o primeiro acesso à pista local foi aberto. A medida foi para evitar que o congestionamento chegasse à Avenida Jornalista Roberto Marinho.

==========

Siga o Circular Avenidas nas redes sociais: