Falha e falta de comunicação prejudicam usuários da Linha 1-Azul

O final da tarde foi complicado na Linha 1-Azul. Um problema em equipamento de via, na estação Jabaquara, prejudicou a operação em toda a linha 1-Azul.

Estivemos na estação Paraíso, por volta das 17h00, para pegar o trem sentido Jabaquara. Como as paradas estavam demoradas, resultando em trens cheios, acabamos ficando para acompanhar a operação. O que vimos foram vários trens parando por muito tempo nas plataformas. Em média, o tempo de permanência era de cerca de 4min. Alguns poucos faziam os tempos programados mas, talvez, ficassem retidos nas estações seguintes. Registamos alguns momentos em uma “thread” no perfil do “Circular Avenidas” no twitter:

O curioso é que durante quase todo o tempo em que estivemos na estação Paraíso, não houve sequer um comunicado ou informação da falha no site ou no aplicativo do Metrô. A ocorrência só foi notificada às 18h18, depois de outra ocorrência, na Linha 3-Vermelha, ser registrada. Uma diferença de 1h18min entre o horário em que chegamos e o registro do problema. No entanto, pode ser que ele já estivesse ocorrendo bem antes de nossa chegada. O protocolo do Metrô é de cerca de comunicar a falha em até 5min após o primeiro sinal de problemas.

18h10: nada de informação.

 

Se por um lado faltou comunicação do Metrô com o usuário que estava fora do sistema, aquele que estava nas estações Ana Rosa e, principalmente, Paraíso, pode contar com informações precisas. Nos alto-falantes foram mencionados, com boa frequência, a situação da Linha 1-Azul. Além disso, havia indicação de alternativas para quem precisava acessar as linhas 3-Vermelha e 5-Lilás.

Pedimos… E apareceu a ocorrência.

Por volta das 18h30, seguimos para a estação Ana Rosa. Nas plataformas, pouca gente tentava entrar, já que os trens chegavam lotados. No mezanino de acesso à área paga, já estava sendo feito o controle de fluxo – fechamento de alguns bloqueios (catracas) para evitar que muita gente entrasse nas plataformas, que já estavam cheias. A fila ficou tão grande que chegou ao corredor próximo à escada do acesso à Rua Conselheiro Rodrigues Alves.

Por volta das 19h10, a circulação começou a ser normalizada. Às 19h29, as plataformas já estavam menos cheias mas os trens ainda vinham com muitos passageiros.

A ocorrência – Às 14h33min, segundo o perfil “Direto dos Trens”, do twitter, houve o registro de circulação em velocidade reduzida e maior tempo de parada devido a “interferência na via” na estação Jabaquara. Esta ocorrência foi encerrada às 14h48min. Mas, será que foi de fato? Era a mesma situação da descrita na ocorrência aberta às 18h22 e encerrada às 19h10.

Como usuário das linhas 1-Azul e 2-Verde, digo que não é primeira vez que sinto que ocorrências não são registradas pelo aplicativo ou pelo site do Metrô. No entanto, nenhuma delas com um tempo tão longo como esse. Já houve épocas em que os registros de ocorrências do Metrô eram mais confiáveis. É preciso que vejam onde está o problema nessa troca de informações para que ele volte logo a sê-lo.

==========

Siga o Circular Avenidas nas redes sociais:

José E. Sales

Estudante de jornalismo e um apaixonado por mobilidade urbana, especialmente por ônibus. Fale conosco: esales@circularavenidas.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.