Linha 6-Laranja: caso a aquisição do consórcio seja aprovada, obras reiniciam em 2020

13 de novembro de 2019 0 Por José E. Sales
Linha 6-Laranja: caso a aquisição do consórcio seja aprovada, obras reiniciam em 2020

Documentação da aquisição do Consórcio Move SP pela empresa espanhola Acciona está em análise na Secretaria dos Transportes Metropolianos


Por José Euvilásio Sales
esales@circularavenidas.com.br


Nesta quarta-feira, 13 de novembro, o Secretário dos Transportes Metropolitanos (STM) Alexandre Baldy, acompanhado dos representantes do Consórcio Move SP, responsável pela construção da Linha 6-Laranja, e da Acciona, empresa espanhola que pode comprar o Consórcio, vistoriaram o canteiro de obras da linha, localizado na Freguesia do Ó, na zona norte da capital.

De acordo com a STM, a Acciona apresentou a documentação para a compra do Consórcio Move. Caso a compra seja aprovada pelo Governo do Estado de São Paulo, as obras da Linha 6-Laranja, paradas desde 2016, serão reiniciadas.

O Consórcio Move SP paralisou as obras da Linha 6-Laranja em 2016 por falta de crédito. As empresas que fazem parte do Consórcio foram denunciadas na operação Lava a Jato, que investiga casos de corrupção. Por conta disso, não conseguiu crédito junto aos Bancos para o prosseguimento das obras, obrigando-os a paralisar as obras. O Governo do Estado, na gestão Márcio França, chegou estipular um prazo para a caducidade do contrato. No entanto, já na gestão João Dória, o prazo foi sucessivamente adiado, na esperança de que outra empresa assumisse o Consórcio. Caso ocorresse a caducidade, o Governo do Estado teria de fazer nova licitação, o que demandaria mais tempo para o reinício das obras.

Linha 6-Laranja – Ela ligará a Brasilândia, na zona norte, à estação São Joaquim, na região central. Ela terá 15 estações: Brasilândia, Vila Cardoso, Itaberaba, João Paulo I, Freguesia do Ó, Santa Marina, Água Branca (conexão com as linhas 7-Rubi e 8-Diamante da CPTM), SESC-Pompéia, Perdizes, PUC-Cardoso de Almeida, Angélica-Pacaembu, Higienópolis-Mackenzie (conexão com a linha 4-Amarela), 14-Bis, Bela Vista e São Joaquim (conexão com a linha 1-Azul). Foi apelidada de “linha das universidades” porque atenderá a várias delas.

De acordo com o próprio site do Consórcio Move SP, que está desatualizado, a previsão de entrega era para 2020. Agora, segundo declaração do Secretário Alexandre Baldy ao “Bom Dia São Paulo”, da TV Globo, a nova previsão é de as obras demorem cerca de quatro anos, a partir da retomada das obras. Caso tudo seja aprovado, as obras devem ser retomadas em 2020, com a entrega de todas as estações, ao mesmo tempo, em 2024.

Diferente de outras linhas de metrô construídas recentemente, a Linha 6-Laranja será construída e operada pela iniciativa privada. Ou seja, o mesmo Consórcio Move SP que está construindo a linha e quem terá direito de operá-la.

Abaixo, o vídeo institucional produzido pela Secretaria dos Transportes Metropolitanos:

https://www.facebook.com/stm.oficial/videos/600341137371638/?t=2


Este site é o Circular Avenidas, informativo sobre mobilidade urbana.
– se tiver fotos, vídeos ou informações, mande pra gente: 11 94040 3050, via Whatsapp ou Telegram (só para texto. Não atenderemos ligações para o número ou chamadas de áudio pelo Whatsapp/Telegram).
– se preferir, mande para esales@circularavenidas.com.br ;
– não temos nenhum vínculo com empresas ou gestoras de sistemas de transporte.
Siga-nos nas redes sociais:
– no Facebook: www.facebook.com/circularavenidas
– no Twitter: twitter.com/circavenidas
– no Instagram: www.instagram.com/circularavenidas
– informações via Telegram: https://t.me/CircAvenidas