Onze linhas da EMTU voltam a circular sobre a Ponte dos Barreiros, em São Vicente

SÃO VICENTE/SP – A partir desta terça-feira, 1º de fevereiro, a Ponte dos Barreiros, que liga o continente à parte insular do município de São Vicente, foi liberada ao tráfego de ônibus urbano. A liberação foi determinada após a apresentação de um laudo do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) ao Tribunal de Justiça de São Paulo, cuja determinação restringia a circulação de veículos pesados sobre a ponte. Com as garantias técnicas de que a ponte pode receber o tráfego desses veículos, houve a liberação.

De acordo com a EMTU, com a liberação, a partir desta terça os ônibus de onze linhas voltam a operar sobre a ponte, sem necessidade de baldeação. As linhas que voltam a trafegar normalmente são:

928TRO São Vicente/Humaitá – Praia Grande/Term. Rod. E Urbano Tude Bastos), via São Vicente/Ponte Dos Barreiros
932TRO São Vicente/Parque Das Bandeiras-Gleba II – Santos/Paquetá
939TRO São Vicente/Parque Continental – Santos/Paquetá
940TRO São Vicente/Humaitá – Santos/Ponta Da Praia
942TRO São Vicente/Humaitá – Santos/Ponta Da Praia
942VP1 São Vicente/Rio Branco – Santos/Ponta Da Praia
943TRO São Vicente/Parque Das Bandeiras-Gleba II – Santos/Ponta Da Praia
945TRO São Vicente/Parque Das Bandeiras – Cubatão/Usiminas
947TRO São Vicente/Humaita – Santos/Ponta Da Praia
947VP1 São Vicente/Rio Branco – Santos/Ponta Da Praia
948TRO São Vicente/Parque Das Bandeiras-Gleba II – Santos/Ponta Da Praia



Siga o Circular Avenidas nas redes sociais:
– no Google News
– no Facebook: www.facebook.com/circularavenidas
– no Twitter: twitter.com/circavenidas
– no Instagram: www.instagram.com/circularavenidas
– informações via Telegram: https://t.me/CircAvenidas



José E. Sales

Estudante de jornalismo e um apaixonado por mobilidade urbana, especialmente por ônibus. Fale conosco: esales@circularavenidas.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.