Metrô e CPTM registram 52 falhas no primeiro quadrimestre de 2019

De acordo com levantamento da Globonews, com dados conseguidos junto ao Governo do Estado pela Lei de Acesso à Informação, entre janeiro e abril deste ano o Metrô e a CPTM juntas registraram um número maior de falhas desde 2011.

Na comparação entre 2019 e 2018, as duas empresas totalizaram 52 falhas (sendo 34 do Metrô e 18 da CPTM), em 2019, contra 38 (32 do Metrô e 6 da CPTM) em 2018. Em porcentual, em 2019 houve um aumento de 37% em relação à 2018. Antes de 2019, o maior índice de falhas foi registrado em 2011, com 48 (29 da CPTM e 19 do Metrô).

Nas duas empresas, as falhas (ou “incidentes notáveis”) são catalogadas de maneiras diferentes. No Metrô são aquelas que, dependendo ainda da hora, local e grau de transtornos ao usuário, tenham causado um atraso na circulação de trens acima de 5min. Já a CPTM classifica aquelas em que há interrupção total da circulação, seja por usuário na linha ou por problemas técnicos.

À reportagem da Globonews, o Secretário Alexandre Baldy atribuiu ainda o fato do Metrô ter mais falhas do que a CPTM neste ano devido à abertura em período integral da Linha 15-Prata.

==========

Siga o Circular Avenidas nas redes sociais:

José E. Sales

Estudante de jornalismo e um apaixonado por mobilidade urbana, especialmente por ônibus. Fale conosco: esales@circularavenidas.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.