SPTrans, como o Metrô e a CPTM, consegue liminar contra a paralisação

Depois do Metrô e da CPTM, a SPTrans também conseguiu liminar determinando circulação mínima na próxima sexta-feira

No final desta quarta, empresa distribuiu Nota à Imprensa comunicando que conseguiu uma liminar com base em um pedido de “Tutela Provisória de Urgência” protocolado no Tribunal Regional do Trabalho. A liminar determina a circulação de toda a frota de ônibus do município de São Paulo, especialmente nos horários de pico (das 5h às 9h e das 17h às 20h) na próxima sexta-feira, dia da Greve Geral convocada por sindicatos e Centrais Sindicais de todo o Brasil.  Caso o Sindmotoristas, sindicato que representa os Rodoviários (motoristas e cobradores) da capital desrespeite a determinação, será multado em R$ 100 mil por dia parado.

Os trabalhadores das empresas que se originaram as cooperativas de transporte provavelmente não irão participar da paralisação, como ocorreu em manifestações anteriores.

Metrô – O Metrô conseguiu também uma liminar determinando a circulação de 100% da frota de trens nos horários de pico e 80% no de vale.

Os metroviários decidiram participar do movimento, o que paralisará as linhas 1-Azul, 2-Verde, 3-Vermelha e 15-Prata. Nesta quinta-feira haverá nova Assembleia, que irá organizar a participação da categoria no movimento. No entanto, pode ser que haja deliberação que suspenda a participação da categoria no movimento.

Os trabalhadores das linhas 4-Amarela e 5-Lilás, que tem a operação concedida à iniciativa privada, ao menos por hora, não confirmaram participação na Greve Geral.

CPTM – A CPTM conseguiu uma liminar que determina que 100% da frota de trens circule durante toda a sexta-feira. No caso da CPTM, vários são os sindicatos que representam os trabalhadores da empresa. Isso se deve por ela se originar da união de várias empresas ferroviárias, como a Fepasa e a Central do Brasil.

Os sindicatos que confirmaram a paralisação são o dos Ferroviários de São Paulo, que representa os trabalhadores das linhas 7 e 10, e o da Zona Central do Brasil, que representa os das linhas 11, 12 e 13. O Sindicato da Zona Sorocabana, que representa os trabalhadores das linhas 8 e 9, não vai participar da Greve Geral.

==========

Siga o Circular Avenidas nas redes sociais:

 

José E. Sales

Estudante de jornalismo e um apaixonado por mobilidade urbana, especialmente por ônibus. Fale conosco: esales@circularavenidas.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.