Linha 18-Bronze: governo do Estado troca monotrilho por BRT

Nesta quarta-feira, 3 de julho, o Governador João Dória, acompanhado do Vice-Governador e Secretário de Governo Rodrigo Garcia, do Secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, e dos prefeitos Orlando Marando, de Sao Bernardo, e Paulo Henrique Serra, de Santo André, e José Auricchio Jr, de São Caetano do Sul, anunciaram a construção de um novo modal de transporte para o ABC: no lugar da linha 18-Bronze, que seria de monotrilho, entrou um corredor de ônibus BRT (Bus Rapid Transit).

De acordo com o Governo do Estado, o corredor começará no Paço Municipal de São Bernardo do Campo e irá terminar na estação Tamanduateí, da Linha 2-Verde do Metrô. O tempo previsto para a construção é de 18 meses. No entanto, a data de início das obras ainda não está definida.

“Nós não temos no Estado um BRT no modelo que foi apresentado aqui hoje. O que estamos apresentando é uma solução com melhor qualidade, superior ao corredor que já existe e é bem avaliado. E, o mais importante, atende à demanda do ABC”, destacou Rodrigo Garcia.

De acordo com a nota do Governo do Estado, que embasa esta matéria, haverá ainda um CCO e serviços expresso e semiexpresso. Os terminais e pontos (ou “estações”) plataformas terão altas, para embarque em nível, e local para cobrança de tarifa, além de monitoramento por câmeras. A previsão é que o novo corredor possa atender até 340 mil pessoas por dia. Os ônibus do sistema serão elétricos, mas não especificaram que tipo de veículo: trólebus ou ônibus a bateria.

A Linha 18-Jade como monotrilho já estava licitada desde 2014. A empresa, que construiria e operaria o modal por 25 anos, era o Consórcio VemABC.

==========

Siga o Circular Avenidas nas redes sociais:

José E. Sales

Estudante de jornalismo e um apaixonado por mobilidade urbana, especialmente por ônibus. Fale conosco: esales@circularavenidas.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.